bioplastia clinica médica
Clínica de Bioplastia

A Fonte da Juventude

OS ESFORÇOS PARA ENCONTRÁ-LA NÃO FORAM EM VÃO, POIS MUITO SE DESCOBRIU.

*Imagem ilustrativa de Juan Ponce de Leon, em sua busca pela Fonte da Juventude, tida como símbolo da esperança para a vida eterna. O explorador espanhol teria cruzado o Oceano Atlântico, no início do século XVI, em busca da “water of life”, tendo encontrado a região que viria a ser Florida, República Dominicana, entre outras.

Por Dr. Roberto Chacur

Ponce de Leon não encontrou a tão desejada fonte da juventude e, certamente, ela jamais foi encontrada. Mesmo assim, é certo que estamos cada vez mais perto deste conceito, pois já vivemos melhor e por mais tempo.

Ponce_de_Leon

A pintura retrata o desejo de uma época em que a expectativa de vida era de 30 anos, aproximadamente. Hoje, no entanto, vivemos em média até os 70. Esse fato se deve graças à esperança que carregamos de melhorar nossa qualidade de vida, o que de fato está acontecendo, uma vez que oferecemos tratamentos cada vez melhores aos nossos pacientes levando-os a viver por mais tempo e com maior qualidade de vida. Com as técnicas atuais, é possível que as pessoas venham a aparentar uma idade muito inferior que a correspondente cronologicamente. Hoje, não consideramos mais essa idade cronológica, mas, sim, a idade biológica. Dessa forma, pessoas com 73 anos cronológicos, podem apresentar uma idade biológica de 50 anos. E por que não uma aparência de 40 anos? E assim, segue a busca pela fonte da juventude.

São incontestáveis as incessantes evoluções que ocorrem no âmbito estético. Desde muito tempo – centenas de anos – diversas técnicas e pesquisas vêm sendo realizadas para que tenhamos aparência mais jovial e harmônica. O envelhecimento possui características peculiares a todos, devido à diminuição da elastina e colágeno, que é influenciada por fatores como o tempo, o tabagismo, o alcoolismo e exposição solar. Consideramos, também, outras causas, tais como a perda de volume ósseo muscular e subcutâneo, que influencia muito na piora do aspecto da flacidez; a ptose do nariz, com diminuição do ângulo do nasolabial; o adelgamento labial, proporcionando o aparecimento do “código de barras”. Estes e outros aspectos que o tempo promove no rosto são identificados pelo inconsciente, que acaba por nos estimar uma idade.

A melhor forma de rejuvenescermos um rosto é promovendo exatamente o oposto do envelhecimento, sem optar pelo lifting cirúrgico. No lifting, propriamente dito, recortamos e retiramos o excesso de pele, o que resulta na mesma pele envelhecida, fina, sem brilho, sem colágeno e, ainda, repleta de manchas. Desta forma, a arte de rejuvenescer um rosto na sua melhor forma, proporcionando um aspecto jovial e harmônico, é realizarmos a reposição volumétrica, associada a técnicas que estimulem o colágeno e tratem a coloração da pele, bem como, o brilho desta. Para o tratamento de rejuvenescimento, sempre escalo o preenchimento como o “maestro da orquestra”, de modo que, hoje, existem substâncias preenchedoras com resultados permanentes. Existem, ainda, técnicas de aplicação que elevam a ponta do nariz, repõem o volume do malar (maçã do rosto) reestabelecem o contorno facial (mandíbula) melhoram o contorno labial e preenchem as rugas e sulcos. Ademais, dependendo do produto escolhido, ocorre o estímulo do colágeno.  Antigamente, atribuíamos o aspecto de flacidez à perda de elastina e colágeno, ao passo que, hoje, sabemos que a perda de volume tecidual e ósseo pode ser responsável por mais de 50% da ptose facial e, ao repor este, temos uma melhora equivalente.

Não obstante, técnicas como utilização de células autólogas (do próprio paciente) podem ser utilizadas com este mesmo propósito. Recentemente aplicadas no Brasil, o processo é feito com a utilização de fibroblastos ou células tronco do próprio paciente, a partir de um fragmento de pele ou um miniaspirado (da mesma pessoa) que é processado laboratorialmente, purificado e multiplicado, sendo, posteriormente, enviado em pequenas seringas para uso cutâneo.

Outro ramo muito estudado e desenvolvido, com resultados cada vez mais animadores e menos traumáticos, tem sido os tratamentos a laser. Os lasers fracionados, em especial o laser de CO2, têm sido considerados o padrão “ouro” no rejuvenescimento cutâneo, com um downtime (recuperação da pele) de cinco a sete dias, apenas, ao passo que o laser de Co2 tradicional era de 30 dias.

Associando os tratamentos estaremos revertendo o envelhecimento na sua essência, de uma forma natural, gradual, minimamente invasiva, com anestesia local e a participação ativa do paciente, evitando surpresas, resultados desagradáveis, e minimizando os riscos. Essa associação pode se dar entre terapia autóloga com células tronco e o uso de lasers para rejuvenescimento cutâneo, bem como, estimuladores de colágeno e tratamento das manchas, associados aos preenchimentos faciais, para a manutenção da volumetria facial, elevação da ponta nasal, definição facial e labial. Dependendo do material preenchedor, pode, ainda, estimular a neocolagênese, como no caso do Metacrill®.

Dr. Roberto Chacur

Médico-cirurgião

CREMERS 30466 – CREMESP 124125 – CREMERJ 953687

Diretor Clínicas Leger