bioplastia clinica médica
Clínica de Bioplastia

Dermatologia

dermatologia tratamento dermatologico

Quando se fala em tratamentos estéticos é primordial entender os processos que ocorrem a todo momento com a nossa pele. Para isso, é importante que exista um acompanhamento dermatológico de qualidade.

Essa especialidade médica se ocupa dos diagnósticos e tratamentos clínicos-cirúrgicos de qualquer doença que possa vir a acometer esse que é o maior órgão do corpo humano. Além disso, a dermatologia trata as doenças que atingem o que chamamos de anexos cutâneos, como cabelos, unhas e mucosas.

Conheça algumas das especialidades desta área médica.

 

FOTOTERAPIA

Neste tipo de tratamento é utilizada a luz para o tratamento da pele. Este procedimento é resultado do avanço tecnológico ocorrido com o uso dos raios ultravioleta. O que antigamente era realizado somente com a luz do sol, agora é possível com o uso de equipamentos específicos para essa finalidade. Suas indicações estão relacionadas ao tratamento da psoríase, vitiligo, micose fungoide, parapsoríase, dermatite atópica e esclerodermia. Esta tipo de tratamento com raios ultravioletas possuem efeito anti-inflamatório imunossupressor e antiproliferativo.

ENVELHECIMENTO CUTÂNEO

O envelhecimento cutâneo é um fenômeno fisilógico que age de forma progressiva e irreversívle no nosso corpo e se caracteriza pelo declínio funcional e estrutural do orgão, neste caso, a pele. O envelhecimento precisa ser entendido como um processo progressivo e constante que acontece no diversos orgãos. Este envelhecimento pode sofrer algumas influências, porém parte de alguma doença como a diabetes mellituse, bem como, de fatores externos, com o tabagismo, por exemplo.

HIDRATAÇÃO DA PELE

A hidratação em dermatologia consiste na primeira etapa de proteção da pele. Além de realizar a proteção meânica e a permeação seletiva das moléculas, ela ajuda na restrição à ploriferação dos micro organismos patogênicos e, também, mantém a concentração de água da pele nos níveis considerados normais.

MELASMA

A definição desta patologia se refera a um distúrbio adquirido da pigmentação, caracterizando-se pela hipercromia da pele nas áreas fotoexpostas, o que acaba afetando em muito a região da face. Sua apresentação se dá por meio de máculas simétricas acastanhadas que variam quanto a sua tonalidade, indo do marrom claro ao mais escuro, ou mesmo acinzentado. Se mostra com as bordas irregulares, porém, bem definidas.

REMOÇÃO DE PELOS A LASER

A remoção de pelos, ou depilação definitiva (permanente), com a utilização do laser foi liberada desde o ano de 1995 pela FDA. O tratamento deve ser aplicado somente por profissionais bem qualificados para este fim. Muito importante nestes tratamentos de depilação a laser, é levar em conta o tipo de pele do paciente.

VITILIGO

São diversos os tratamentos para o vitiligo, uma vez que, esta é uma doença frequente para a qual não existe um procedimento eficaz para todos os casos. Sua apresentação é observada por máculas simétricas acastanhadas que variam quanto a sua tonalidade. Esta doença consiste numa dermatose com característica de destruir de forma seletiva os melanócitos, o que leva à despigmentação da pele, das mucosas, dos cabelos e pelos. Sua incidência é de, aproximadamente, 1 a 2 % da população mundial.

HIDROSADENITE

Ainda que não haja um consenso quanto ao nome desta enfermidade, sabe-se que é uma doneça inflamatória que se manifesta em áreas ricas em glândulas apócrinas. A sua causa é desconhecida, mas a hipótese mais aceita é que a sua manifestação ocorre em razão da oclusão folicular. Seu mecanismo de apresentação segue dois caminhos, uma apresenta nódulos que vão desaparecendo espontaneamente ou mudam de lugar. Outro tipo é crônico e grave, que apresentam lesões que recidivam sempre no mesmo lugar ou, quando iniciadas, não desaparecem mais.

ESTOMATITE AFTOSA RECORRENTE

Trata-se de uma doença inflamatória crônica que se caracteriza pela apresentação de úlcertas orais dolorosas e com frequência variada. É uma doença idiopática que costuma ser subdiagnosticada e, muitas vezes, até mesmo ignorada.

MELANOMA CUTÂNEO

Esta enfermidade exige um diagnóstico e tratamento corretos. Trata-se de um tumor que é relativamente comum, de modo que o câncer de pele é o de maior morbimortalidade. Seu diagnóstico clínico é realizado por meio da inspeção visual. Sua ocorrência pode se dar em qualquer localização da pele, apresentando uma lesão pigmentada, com bordas irregulares, coloração uniforme e assimetria. Sintomas como prurido e descamação denunciam o um possível avanço na doença.


TOPO