bioplastia clinica médica
Clínica de Bioplastia

Bioplastia

Realizamos bioplastia em São Paulo, Bairro Moema e no Rio de Janeiro, na Barra da Tijuca. A bioplastia é conhecida mundialmente por ser a plástica sem cortes, com objetivo de realizar diversas modificações, tanto faciais quanto corporais.

Por meio dos preenchimentos com bioplastia é possível trabalhar na região dos sulcos e rugas, para amenizar o aspecto profundo que surge com a perda dos volumes. Assim como os sulcos, é possível trabalhar regiões da face como o nariz, lábios, maçã do rosto, linha da mandíbula e mento (queixo). No caso da Bioplastia Corporal, é viável dar volume aos glúteos, panturrilhas* e peitoral.

bioplastia de glúteos aumento de gluteos
A bioplastia se diferencia dos preenchimentos cutâneos, uma vez que é aplicada em planos mais profundos, ou seja, na camada subcutânea. Todo o procedimento de bioplastia é realizado de forma ambulatorial, de modo que é no próprio consultório que o tratamento é feito. Isso se deve ao fato de que os procedimentos de preenchimento são realizados com anestesia local, em razão de não necessitarem de cortes ou cirurgias. Além disso, com a bioplastia temos curto período de recuperação, conhecido como downtime.

Os efeitos da plástica com bioplastia são definitivos, ainda que possam ser feitos com materiais absorvíveis. O material mais utilizado é conhecido pela sua sigla PMMA, que representa a substância polimetilmetacrilado. O PMMA é um derivado do petróleo que, desde 1950, é utilizado na medicina para diversos tratamentos, como na ortopedia para prótese de quadril, e na oftalmologia, para a composição de lentes de contato.

PMMA para bioplastia:

pmma polimetilmetacrilatoO PMMA é uma substância biocompatível com o organismo dotada de grande flexibilidade, o que auxilia na aplicação. Como seu tamanho varia entre 40 e 50 micras de diâmetro (1 mm é equivalente a 1000 micras) ele dificilmente migra para outras regiões do organismo, contribuindo para a forma e volume do local aplicado.

Além disso, em uma seringa de 1 ml pode haver três concentrações de PMMA, 2, 10 ou 30%, sendo que o restante é constituído de um gel líquido com base de água, que é absorvido pelo organismo e estimula a formação de colágeno no local.

Uma característica importante do PMMA para bioplastia se deve ao fato de que essas microesferas possuem uma superfície extremamente regular, sem alterações na sua superfície, o que leva o corpo a reconhecer como suas, reduzindo o potencial de rejeição.

Para ser implantado na área desejada é utilizada uma microcânula, uma espécie de agulha atraumática de ponta romba, que torna o procedimento ainda menos invasivo. Por essa característica, a bioplastia rompe um número menor de vasos e tecidos, sendo um procedimento que com sangramento mínimo.

Das recomendações pós-bioplastia é indicado evitar exercícios físicos com o grupo muscular tratado, bem como exercer qualquer tipo de pressão sobre a área que recebeu as aplicações durante os primeiros sete a dez dias, até que a parte líquida do implante seja totalmente absorvida.

Bioplastia em Sulcos e Rugas:

Os sulcos e rugas são causados por diversos fatores, tais como o envelhecimento cronológico ao qual todos estão expostos, mas também pelos fatores externos como as contrações musculares promovidas por estímulos externos. Nestes casos a bioplastia busca preencher as regiões e reestabelecer os volumes afetados.

Bioplastia nas Maçãs do Rosto:

A atuação da técnica de bioplastia nessa região permite reforçar um dos principais traços da face, isso porque o mesmo atua de forma definitiva no jogo de luz que incide sobre a área. Este é, portanto, umas das características que mais se percebem no processo de envelhecimento, tanto em mulheres quanto em homens.

Bioplastia na Linha da Mandíbula:

A linha da mandíbula é a região responsável pela divisão entre o rosto e o pescoço, que pode ser criada ou trabalhada com a bioplastia. Esse procedimento ameniza, também, a flacidez tissular, o acúmulo de gordura ao lado do queixo e pode ser utilizado para o alargamento do terço da face, no caso de rostos com o formato oval ou triangular.

Bioplastia de Nariz:

O nariz é uma das regiões do rosto que mais causam incômodo devido ao seu tamanho e/ou forma, que também pode ser trabalhada com a bioplastia. Entre as alterações possíveis objetiva-se elevar a ponta nasal e contribuir para um ângulo reto entre a ponta e a região da glabela. Essa atuação, conhecida como DIMINUIÇÃO POR ADIÇÃO, permite uma sensação de um nariz aparentemente menor, uma vez que o caminho mais curto entre um ponto e outro é a reta.

Bioplastia de Lábios:

bioplastia tem uma forte atuação na região dos lábios, para trabalhar contorno e aumentar seu volume. Entretanto, no caso dos lábios, ainda que possam ser utilizados produtos definitivos como o PMMA, é bastante comum que se realize este preenchimento com materiais absorvíveis, tendo por preferência o ácido hialurônico. Isso se deve em razão de ser uma região extremamente delicada, onde qualquer mudança de textura causa um efeito visível. Dessa forma, considera-se que o ácido hialurônico tem uma textura mais próxima da natural para esta parte do rosto.

Com a Bioplastia para Aumento de Lábios é possível atuar amenizando as rugas que surgem ao redor da boca.

Bioplastia de Pálpebras:

Embora muitas pessoas não saibam, a bioplastia na região das pálpebras pode amenizar os efeitos das olheiras, uma vez que as mesmas ficam mais evidentes em razão dos sulcos que se formam abaixo dos olhos. Com o preenchimento, essa região pode ser projetada, o que contribui para diminuir a cor escurecida que causa a impressão de cansaço e de noites mal dormidas.

Bioplastia de 0mbros:

A bioplastia para a região dos ombros é indicada para pacientes que apresentam assimetria ou hipotrofia muscular e que não conseguem aumentar o volume da região somente com exercícios físicos. O procedimento é realizado no deltoide, músculo superficial subcutâneo que recobre a articulação do ombro.

Bioplastia Peitoral:

Assim com a bioplastia de ombros, a bioplastia peitoral é muito indicada para assimetrias que não são supridas somente com exercícios físicos. Este procedimento é realizado, principalmente, em pacientes portadores da Síndrome de Poland, uma agenesia no músculo desta região. Com esse tratamento o local é modelado e preenchido buscando harmonizar com o tórax.

Bioplastia de Mãos:

As mãos são regiões do corpo que estão quase que todo o tempo expostas, porém, não recebem os mesmo cuidados que o rosto, por exemplo. Dessa forma, é uma área do corpo que sofre muito em razão de fatores externos como a exposição solar e agentes químicos com os quais temos contato.

Além disso, com o fator envelhecimento ocorre a perda de volume das mãos, levando ao aparecimento das veias e tendões. Esse efeito é natural, mas felizmente pode ser trabalhado com a bioplastia.

Bioplastia de Glúteos:

A região dos glúteos pode ser preenchida de modo a trabalhar contorno e volume. Isso se deve ao fato de alguns glúteos não serem propriamente pequenos, mas possuírem algumas irregularidades. A Bioplastia de Glúteos tem a propriedade de atuar somente nessas pequenas áreas que não harmonizam com o restante da região glútea.

Bioplastia para Aumento de Mamas:

Para a região dos seios não é indicada a bioplastia, já que a aplicação de materiais realmente definitivos pode maquiar o exame do toque, para a detecção do câncer de mama. No entanto, existe a possibilidade de utilizar materiais absorvíveis, porém, em razão do alto volume a ser aplicado e do elevado custo final, o aumento de mamas é realizado, na maioria das vezes, com implantes de silicone.

*As Clínicas Leger NÃO realizam os procedimentos de bioplastia de panturrilha, bioplastia de mamas e bioplastia de tornozelo. Qualquer referência a eles é apenas de caráter informativo

 


TOPO