bioplastia clinica médica
Clínica de Bioplastia

Bioplastia em São Paulo

clinica leger de bioplastia são paulo

bioplastia em São Paulo é uma técnica de implante líquido infiltrativo, que pode ser realizada com diversos tipos de materiais. Esses, por sua vez, são classificados como autólogos ou heterólogos, que podem ser sintéticos, naturais ou mistos.

A escolha do produto a ser utilizado na bioplastia em São Paulo vai depender do objetivo almejado, da região anatômica que receberá o implante e da experiência do profissional responsável. As clínicas Leger de Bioplastia dão ênfase ao PMMA (polimetilmetacrilato), composto utilizado em diferentes concentrações, nas diferentes áreas do corpo humano.

PMMA: implante líquido infiltrativo e seu uso na bioplastia em São Paulo

Durante décadas, muitas tentativas foram feitas para preenchimento de depressões e cicatrizes, fazendo uso de implantes biológicos ou artificiais.

A maioria dos materiais biológicos utilizados na bioplastia são, entretanto, reabsorvidos dentro de um ano, e os materiais sintéticos, até agora, vinham mostrando efeitos colaterais como migração, formação de granuloma e reação alérgica tardia. Esse efeitos ocorriam até o desenvolvimento de compostos a base de PMMA (polimetilmetcarilato), que são utilizados no Brasil.

O uso de PMMA no campo médico é uma prática comum desde 1945. Essa substância é aplicada, por exemplo, em próteses dentárias, implantes em costelas, cimento de ossos, lentes inter-oculares e material de reparo para cirurgia crânio-facial

Por ser inerte e biocompatível, o implante de PMMA foi ampla e positivamente discutido em muitos artigos científicos. Experiências feitas em animais com microesferas de PMMA foram empreendidas em 1985 na Universidade de Frankfurt com o intuito de provar a biocompatibilidade do material.

O uso para aumento de tecido em pacientes teve início em 1989; e entre 1989 e 1999 foi usado em 200.000 pacientes, conforme descrito por Lemperle (2003). Todos os estudos de casos de Artecoll mostraram um grau elevado de segurança e uma taxa extremamente baixa de complicações.

Bioplastia em São Paulo

A bioplastia em São Paulo é uma técnica na qual utilizam-se implantes líquidos infiltrativos definitivos ou absorvíveis, naturais ou sintético (dependendo do objetivo e do local a ser tratado) através de um processo minimamente invasivo.

Todo o procedimento de bioplastia em São Paulo é realizado com anestesia local, o que permite que o paciente participe ativamente do procedimento, de frente para um espelho; isso pode dar maior segurança ao paciente e ao médico, evitando, talvez, um resultado insatisfatório.

Chamamos a bioplastia de uma plástica interativa, sem cortes, sem pós-operatório, com mínimo de sangramentos e sem cicatriz. O resultado é previsto e acompanhado pelo paciente.

Como é Realizada a Bioplastia em São Paulo?

O PMMA (polimetilmetacrilato) é composto por esferas sólidas, lisas, com 50 micrômeros de diâmetro, ou seja, maior que um macrófago (15-25 micrômeros), uma das células responsáveis pela fagocitose e reabsorção do produto – desta forma o PMMA não é reabsorvido, mantendo-se inerte no local implantado.

O PMMA possui diferentes concentrações, que podem ser utilizadas de acordo com o local a ser implantado e com o objetivo do tratamento, com 2%, 10% e 30%, ou seja 2%, 10% ou 30% é PMMA e o restante é um veículo: (carboximetilcelulose) um composto líquido que será absorvido em alguns dias após a implantação.

PMMA como Estimulador Tecidual

Cada esfera de polimetilmetacrilato (há cerca de 5 milhões de esferas de pmma em 1 ml) promoverá um estímulo tecidual, promovendo produção de colágeno e tecido conjuntivo, resultando em um volume final muito próximo ao volume implantado, ou seja o volume final preenchedor será do próprio paciente em resposta ao PMMA, com presença muito grande de colágeno.

Bioplastia de Glúteos em São Paulo

Um dos procedimentos mais procurados tanto por mulheres quanto homens, com o objetivo de melhorar o volume e harmonia corporal e elevar o glúteo. É realizado, ainda, na tentativa de acentuar o quadril ou ainda preencher alguns pontos de celulite grau II ou III, em conjunto com uma técnica chamada subincisão, pela qual ocorre o descolamento da trabécula que mantém o aspecto “casca de laranja” da celulite.

Bioplastia Facial em São Paulo

A bioplastia pode atuar nas rugas profundas de modo a estimulando o colágeno, característica do produto utilizado, o PMMA. A bioplastia pode ser realizada nos lábios, na maçã do rosto, na linha mandibular, no mento (queixo).

Os procedimentos em conjunto, principalmente maçã do rosto, linha mandibular e preenchimento de sulcos, tende a dar um efeito semelhante ao de um lifting facial.

A bioplastia em São Paulo tem como definição ser a plástica sem cortes nem cirurgia, que é realizada com o implante de material biocompatível em planos anatômicos profundos, por processo minimamente invasivo.

A substância comumente utilizada na bioplastia é o PMMA (polimetilmetacrilato): microesferas que possuem entre 40 e 110 microns de tamanho, portanto maior que um macrófago, o que não possibilita a fagocitose e torna o implante definitivo. Em outras palavras, as microesferas se mantêm no local indicado, não migrando nem sendo reabsorvidas pelo organismo. Essas esferas de PMMA estimulam a formação de colágeno do próprio corpo, não causam rejeição nem reação alérgica.

bioplastia em São Paulo é realizada sob anestesia local, sem sangramento, com procedimentos de curta duração.

Como não existe necessidade de sedação, o paciente permanece acordado no transcorrer do procedimento e participa ativamente – ele pode opinar quanto ao volume e a forma a que devem ser dados à região escolhida.

O polimetilmetacrilato (PMMA) já foi usado em mais de 200.000 pacientes ao redor do mundo (excetuando-se aí os Estados Unidos), segundo Lemperle (2003).

Foram realizados diversos estudos em animais e em seres humanos para avaliar a biocompatibilidade e as reações do hospedeiro à implantação. Esses estudos demonstraram ser o polimetilmetacrilato um implante estável no local de aplicação, inerte e sem complicações. O PMMA é o primeiro e único implante líquido definitivo liberado nos Estados unidos pelo FDA ( orgão fiscalizador).

 


TOPO